Os programas de inclusão econômica

A última década viu o surgimento de mais uma abordagem: visar os pobres e
apoiá-los com um pacote multifacetado de intervenções que inclui transferências
de dinheiro ou ativos, juntamente com uma série de intervenções
complementares abordando as múltiplas falhas de mercado que eles enfrentam
– com o objetivo de lhes permitir escapar da pobreza. Um programa típico oferece
uma transferência única de ativos produtivos (por exemplo, uma vaca leiteira) ou
uma doação em dinheiro, pequenas transferências regulares de dinheiro (para
que os beneficiários não precisem liquidar seus ativos produtivos para lidar com
choques), treinamento para adquirir as habilidades necessárias para ter sucesso
na atividade geradora de dinheiro escolhida e apoio psicossocial na forma de
treinamento em habilidades para a vida ou visitas frequentes de assistentes
sociais – geralmente por um período de 1-2 anos. Embora esses programas
possam ser caros, estudos recentes sugeriram que seus efeitos podem ser
sustentados a longo prazo e talvez até crescer. A entrega desses programas por
meio de sistemas de transferência de dinheiro liderados pelo governo levou a
grandes impactos a baixo custo e, portanto, a uma relação custo-benefício muito
alta.
À medida que os estados de bem-estar social e as formas clássicas de
seguridade social desmoronaram, e particularmente porque esses modelos não
conseguiram se firmar nos países em desenvolvimento, onde o emprego
informal é a norma, os governos começaram a procurar outros métodos
inovadores para permitir que as pessoas busquem atividades sustentáveis e
sustentáveis. meios de vida decentes. É cada vez mais reconhecido que as
políticas que facilitam o trabalho podem ser mais valiosas do que as políticas
que criam empregos de curto prazo. Moneygram Brasil moneygram melhores agencia